quarta-feira, 12 de julho de 2017

O salazarismo anda à solta na freguesia de Esmoriz, em Ovar

Eu mesmo

Desde 2013, ano em que a extrema-direita populista se instalou na Câmara Municipal de Ovar, em eleições autárquicas, a parte norte do concelho de Ovar tem sido avassalada por uma onda bafienta (pafiosa) que pensava estar dissipada há muitos anos.
Vem isto a propósito dos ataques e devassa da vida pública ao candidato do Partido Socialista, Rogério Ferreira  , à presidência da Junta de Freguesia de Esmoriz através do Facebook e que foi iniciada por um conhecido “faceboqueiro” da cidade de Ovar. Usar estes métodos para levarem a efeito o assassinato político de um candidato de um outro partido é o mesmo sistema que foi utilizado pela PIDE de má memória. Aliás, um dos comentadores mais activo é um salazarista convicto, tendo assumido essa postura em outros comentários a artigos publicados na referida rede social.
Alerto todos os democratas do nosso concelho e de todos os leitores do meu Blogue, felizmente muitos, que tudo isto se insere numa campanha nacional levada a cabo por partidos extremistas, infelizmente com representação parlamentar, e pela maior parte da nossa Comunicação Social manipulada pelo grande capital nacional e internacional tendo em vista o derrube do nosso Governo. O exemplo disto foi a comemoração da aniversário da elevação de Esmoriz a cidade que se transformou, de forma descarada e vergonhosa, num comício de propaganda do PSD, tal como era levado a efeito pelo antigo regime caído no dia glorioso de 25 de abril de 1974.
Considero que isto é demasiado grave num país democrático, num país em que uma larga maioria votou nesta solução governativa cujos sucessos são evidentes a todos os níveis, reposição de rendimentos aos trabalhadores e pensionistas, aumento do emprego, aumento das exportações, maior qualidade e condições no ensino, estabilidade governativa e social, excepto algumas organizações corporativas que se intitulam sindicatos, que deveriam ser isentas, mas que prosseguem a sanha da perseguição a tudo o que lhes cheira a PS.
Esta gente está aproveitar-se para, de uma forma vergonhosa, descredibilizar o nosso país e a nossa democracia.
Apelo aos eleitores do concelho de Ovar que, nas próximas eleições autárquicas, dêem uma resposta democrática a toda esta gente.
Ovar vive num autêntico marasmo em que não há investimento nem desenvolvimento, mas só festas, para entreter o pagode.
Não me alongo mais, embora tivesse muito mais a dizer.

As minhas saudações a todos os democratas.
Ovar, 12 de julho de 2017
Álvaro Teixeira