terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

Sócrates acusa Cavaco de mentir e diz que livro é “traiçoeiro e vil ataque”

Lisboa, 27 fev (Lusa)

O ex-primeiro-ministro José Sócrates acusou hoje o antigo Presidente da República Cavaco Silva de ter mentido no livro que não passa de um "traiçoeiro e vil ataque", encontrando consonância entre insinuações levantadas e suspeitas do Ministério Público.

ANDRE KOSTERS/LUSA© EPA / ANDRE KOSTERS ANDRE KOSTERS/LUSA
"Este livro não passa de um traiçoeiro, de um vil e de um mesquinho ataque contra mim. Isto não se trata de nenhuma prestação de contas, isto trata-se de um ataque político a um adversário", disse José Sócrates em entrevista à TVI hoje à noite, a propósito do livro lançado recentemente pelo antigo chefe de Estado "Quintas-feiras e outros dias".
O antigo primeiro-ministro acusou, por mais do que uma vez, Cavaco Silva de ter mentido neste livro e, a propósito de um capítulo sobre a autoestrada transmontana foi mais longe: "comecei a reparar numa certa consonância entre as insinuações do senhor Presidente da República e as suspeitas do Ministério Público".
 
Ovar, 28 de fevereiro de 2017
Álvaro Teixeira