segunda-feira, 26 de junho de 2017

Passos diz que há "pessoas que puseram termo à vida" por falta de apoio em Pedrógão


Foto: Arquivo
Fonte: Jornal de Notícias
26 Junho 2017
Atualizada às 13h09
Advertisement

As declarações foram feitas aos jornalistas, esta segunda-feira, ao comentar a atuação do Estado na resposta ao incêndio em Pedrógão Grande.
"Não é necessária nenhuma auditoria para saber que o Estado falhou. O Estado falhou", afirmou. "Tenho conhecimento de que há vítimas indiretas, pessoas que puseram termo à vida, que em desespero se suicidaram, que não receberam apoio em tempo devido", declarou o líder do PSD, durante uma visita a Castanheira de Pêra, sem especificar onde e em que momento essas pessoas terão morrido.

Presidente da Câmara de Pedrógão  nega

Valdemar Alves garante não ter conhecimento de qualquer caso de suicídio relacionado com o incêndio de Pedrógão Grande. "Há boatos, há muito boatos",a circular, diz o presidente da Câmara de Pedrógão Grande, que garante não ter tido qualquer informação nesse sentido. "Peço às pessoas que não acreditem em boateiros", acrescentou.
António Costa também reagiu às afirmações de Pedro Passos Coelho, recomendando cautela. "Devemos ser todos muito prudentes nas afirmações que fazemos", aconselha o primeiro-ministro. "Não com base em rumores, notícias avulsas e no diz-que-disse", concluiu.