Divagar e Conversar

Ads Here

terça-feira, 18 de julho de 2017

Presidente e Governo criaram "novo sentido de esperança em Portugal"

O presidente do conselho de administração da Mota-Engil, António Mota, considerou hoje que o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e o Governo do PS criaram, no último ano, "um novo sentido de esperança em Portugal".


Presidente e Governo criaram
© Lusa

António Mota falava na presença do Presidente da República e do ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, durante a cerimónia de inauguração dos escritórios da Mota-Engil na Cidade do México.
"Vossa excelência, senhor Presidente, e o atual Governo criaram, no último ano, um novo sentido de esperança em Portugal. Esperamos, é nisso que apostamos, que tenhamos uma economia mais ágil em Portugal em pouco tempo", declarou.
"Somos tão bons como os melhores. Eu costumo dizer que temos de ser um bocadinho melhores, porque somos mais pequenos", defendeu.
Minutos antes, António Mota tinha ouvido o Presidente da República sustentar que "Portugal sozinho já é imbatível", que "o México sozinho, pensem o que pensarem alguns, é imbatível" também, e que os dois países juntos são "definitivamente imbatíveis".
No final da sua intervenção, dirigindo-se a Marcelo Rebelo de Sousa e a Manuel Caldeira Cabral, o presidente da Mota-Engil acrescentou: "senhor Presidente, senhor ministro, agradeço a vossa presença, mas acima de tudo agradeço o que têm feito na recuperação do orgulho português".
Sobre a Mota-Engil, António Mota referiu que a construtora tem "26 mil colaboradores no mundo inteiro" e é "o maior empregador português fora de portas, com 1.700 portugueses a trabalhar por esse mundo espalhados", mas queixou-se da "dificuldade em fazer formação em Portugal para renovar esses quadros".
"É bom que o setor em Portugal recupere", observou.
Em declarações aos jornalistas, António Mota congratulou-se com a presença do Presidente da República nas instalações da Mota-Engil no México, no mesmo dia em que, em Portugal, "o senhor primeiro-ministro esteve a inaugurar o Aeroporto de Faro, que é uma obra feita pela Mota-Engil para a ANA".
"Por isso, é um dia grande para a Mota-Engil", considerou.
António Mota disse que "o continente americano é a maior zona de negócio da firma", que "o México é o maior mercado do grupo neste momento" e adiantou: "No presente ano de 2017, mais uma vez, voltaremos a crescer".
No seu entender, "nada disto teria sido possível sem o apoio da diplomacia portuguesa", a quem agradeceu, após elogiar os parceiros locais da Mota-Engil e os quadros portugueses.

Fonte: Notícias ao Minuto